Momentos de referência comum na comunicação dialógica: uma base para colaboração clara em contextos únicos

  • John Shotter Professor emérito de Comunicação na Universidade de New Hampshire, EUA
Palavras-chave: comunicação, responsividade atuante, alteridade, enunciado, espontaneidade

Resumo

Este artigo explora o afastamento da
ideia da comunicação oral como um processo de
transmissão de informação, ao contrário, explora
o papel da espontaneidade, da vivacidade, da responsividade
atuante de nossos corpos. Quando todos
os envolvidos em uma interação estão abertos
a serem “tocados” ou “impulsionados” pela alteridade
dos outros e, também, pela alteridade circundante,
“momentos de referência comum” podem
ser estabelecidos. Na falta de tais momentos compartilhados,
em uma situação específica, as pessoas
não podem esperar entender-se mutuamente
com a precisão necessária, isso se o objetivo for
uma colaboração sem confusão na situação única
em que se encontram – tais momentos compartilhados
proporcionam “raízes” ou “terreno” comuns
para as atividades compartilhadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

John Shotter, Professor emérito de Comunicação na Universidade de New Hampshire, EUA
Professor emérito
de Comunicação na
Universidade de New
Hampshire, EUA
Como Citar
Shotter, J. (1). Momentos de referência comum na comunicação dialógica: uma base para colaboração clara em contextos únicos. Nova Perspectiva Sistêmica, 26(57), 9-20. Recuperado de https://www.revistanps.com.br/nps/article/view/274
Seção
Artigos