Contribuições do pensamento sistêmico, da gestalt-terapia e de práticas da psicologia para o trabalho em um CAPSi

  • Isabella Goulart Bittencourt Psicóloga graduada pela Universidade Federal de Santa Catarina,Florianópolis, Brasil.
  • Elisangela Böing Professora Doutora do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil.
Palavras-chave: centro de atenção psicossocial (CAPS), epistemologia sistêmica, gestalt-terapia, saúde mental, SUS, teoria da comunicação

Resumo

Os Centros de Atenção Psicossocial
(CAPS) são fundamentais para o processo da Reforma
Psiquiátrica por terem como um dos propósitos,
a partir da perspectiva do SUS , redirecionar
o modelo de atenção à saúde mental. A partir
da necessidade de um atendimento especializado
para crianças, adolescentes e seus familiares,
foi criado o Centro de Atenção Psicossocial para
Infância e Adolescência (CAPSi). Neste artigo,
buscamos refletir, com base no Pensamento Sistêmico
e da gestalt-terapia, sobre as atuações específicas
da Psicologia e ações interdisciplinares
a partir da experiência de estágio curricular em
um CAPSi da região sul do país e apontar de que
forma tais ações se relacionam aos princípios e
diretrizes do SUS . Discutiu-se a respeito do trabalho
da equipe interdisciplinar e da importância
da mesma para o atendimento integral ao sujeito,
além de apresentar questões sobre o Pensamento
Sistêmico, a gestalt-terapia, a avaliação psicológica
e a psicoterapia, mostrando a contribuição
destas teorias e práticas para a comunicação,
interação e relação da equipe e para o trabalho
em rede. Portanto, as teorias citadas podem contribuir não só para as práticas específicas da profissão, mas também para a qualidade das ações
interdisciplinares e intersetoriais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabella Goulart Bittencourt, Psicóloga graduada pela Universidade Federal de Santa Catarina,Florianópolis, Brasil.
Psicóloga graduada pela
Universidade Federal de
Santa Catarina,Florianópolis,
Brasil.
Elisangela Böing, Professora Doutora do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil.
Professora Doutora do
Departamento de Psicologia
da Universidade Federal de
Santa Catarina, Florianópolis,
Brasil.
Como Citar
Bittencourt, I. G., & Böing, E. (1). Contribuições do pensamento sistêmico, da gestalt-terapia e de práticas da psicologia para o trabalho em um CAPSi. Nova Perspectiva Sistêmica, 26(57), 53-68. Recuperado de https://www.revistanps.com.br/nps/article/view/277
Seção
Artigos